18 outubro 2014

resenha: aristóteles e dante descobrem os segredos do universo


Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo é um livro que pode, facilmente, ser lido em apenas algumas horinhas. Confesso que o peguei pra ler por que achei o título e a capa "interessantes", e também por que uma amiga minha (na qual eu confio muito no bom gosto literário) me indicou. O livro me ganhou em todos os sentidos. 

Primeiro que: a diagramação dele é maravilhosa. Um parabéns merecido pra Editora Seguinte! Como sempre, nunca decepcionando os leitores nesse quesito. ;) As páginas são gostosinhas de folhear e o livro é lindo. 

A história: Ari é um menino cheio de dúvidas sobre si mesmo, seu irmão, o passado da sua família. Dante é um garoto apaixonado por arte e poesia e muito confiante. Dante sabe nadar. Ari não. E é onde começa a história de uma das amizades mais espetaculares que eu já tive o prazer de ler sobre.



Um passeio na piscina e a vida de Ari mudou complemente. Dante vê o mundo de uma forma que Ari não entende muito bem, e isso o deixa curioso. Compartilhando alguns livros, músicas, pensamentos, os dois se conhecem cada vez mais e a amizade e a curiosidade só crescem. O autor conseguiu retratar perfeitamente as dificuldades de um garoto em plena puberdade, passando por momentos difíceis, questionando o mundo, a forma como Dante viva, como seu pai esconde seu passado, como sua mãe aceita generosamente o silêncio dele, como todo mundo - parece de repente - ter se esquecido que Ari tem um irmão.

Os personagens foram muito bem elaborados. Não tenho como descrever Dante e Ari aqui por que me faltam palavras. A amizade que cresce entre os dois é uma amizade que muitas pessoas gostariam de ter, uma amizade em que ambos estão dispostos a se ajudarem com questões ainda desconhecidas, se ajudarem com suas batalhas internas, com seus medos e seus sonhos. Eles se conhecem cada vez mais, juntos e isso é a maravilha na amizade dos dois.

Acredito que esse livro toque as pessoas de forma diferente. Eu terminei ele e fiquei quase um dia inteiro pensando em todas as questões que o livro levantou pra mim. O livro é profundo e cheio de significado, muitas pessoas podem estar com "um pé atrás" sobre esse livro por que ele é, também, um romance. Mas garanto pra vocês; o romance é só um ponto a mais no livro. Não é a questão principal, não é o foco dele. Pelo menos não foi pra mim. Ele foi tão cativante que me deixou com uma imensa vontade de ler de novo, pra poder repensar mais um pouquinho sobre os meus segredos do Universo.

Cinco estrelinhas por que esse livro é muito amor. Espero que vocês gostem. =)

21 janeiro 2014

n.u: nerd universe



Olá pessoas lindas! O post de hoje vai ser sobre uma loja que eu A-M-O de paixão e que vivo comprando lá. (Ok, por vivo comprando é: comprei 2 camisetas!) Hahaha

Mas ainda assim, é uma loja pra você que gosta de Harry Potter, Game of Thrones, MOBA e outras coisinhas nerds, por aí vai... O nome da loja é Nerd Universe e você pode acessa-la neste link.

Vou mostrar pra vocês a minha compra mais recente na lojinha. Só não mostro a que eu comprei anteriormente por que eu não tenho nenhuma foto muito bonita com ela e tudo mais, mas quando eu resolver sair com ela e bater foto, eu mostro aqui, pode deixar. :) Mas pra adiantar: é uma coisa de League of Legends.


Esse é o meu bebêzinho mais recente, hihi. A blusa é linda, serviu certinho em mim (pra quem quiser saber, eu pedi a M), os detalhes são bem feitos e a qualidade é ótima, estou muito satisfeita, assim como da outra vez que eu comprei com o site. :) Super recomendado.

Dando uma olhadinha pelo site você pode ver vários modelinhos lindos de camisetas, regatas e moletons. (É, deixa pro inverno!) Meus preferidos são os produtos de Harry Potter, são todos lindos e é tão bom que um site faça eles com qualidade por que não se vê muita coisa por aqui. 

Espero que vocês tenham gostado! É um post rápidinho, mas é com amor. hihi
PS.: Vou passar a semana na praia, então, se eu estiver um pouco sumida: não deem muita bola, só estou sem internet e pegando um bronzeado. :p 

Beijos e até a próxima.

16 janeiro 2014

resenha: quando você a viu pela última vez?


A resenha de hoje é do segundo livro da série "Só Perguntas Erradas" do nosso amado Lemony Snicket. Espero que vocês gostem. 

Ainda na cidade Manchado-pelo-mar, Snicket tem mais um caso para resolver junto com a sua tutora S. Theodora Markson. Os dois foram contratados pelo casal Knight para encontrar Cleo, a filha desaparecida deles. Acontece que está rolando um boato na cidade de que: Cleo havia fugido e se juntado ao circo. Mas Snicket sabe que tem alguma coisa errada por trás dessa história, por que essa não seria uma resposta decente para o mistério. 

Ao decorrer do livro, Snicket descobre algumas pistas que levam para lugares diferentes e têm depoimentos de pessoas diferentes e todas elas dizem ter visto Cleo no mesmo momento. Será que ela havia sido sequestrada? Ela fugiu de táxi ou no seu Dilema?



S. Theodora Markson pode não ser a melhor companhia para solucionar um mistério com Lemony na pacata cidade de Manchado-pelo-mar, mas Moxie Mallahan com toda certeza é. Os dois se aventuram por locais ainda não conhecidos/bem aprofundados da cidade e nos deliciam com suas aventuras.

Nesse livro conhecemos alguns personagens novos e rimos um pouquinho mais com personagens já conhecidos, como o casal de policiais da cidade que vivem se contradizendo. O que eu gostei muito no livro foi isso: a diversão dele e do casal que vive brigando e quase nunca chegam a lugar nenhum. 


Esse segundo livro tá impecável, assim como a edição do primeiro livro da série. Gostei muito do trabalho da editora. Em cada capítulo tem uma imagenzinha assim e você sempre vai associar ela ao conteúdo do capítulo, é muito legal. E tem algumas que tem os personagens e você pode ter uma breve noção de que como eles são. Outra coisa também super legal no livro. A fonte é ótima e as páginas amareladas sempre me ganham. Aconselho muito a leitura desse livro pra quem já leu o primeiro da série. (Clique aqui para ler a resenha aqui no blog). Como o livro é uma continuação, é sim necessário ler o primeiro. Aliás, recomendo a leitura dos dois. São ótimos livros e Lemony Snicket nunca deixa a desejar.

Beijos e até a próxima.


13 janeiro 2014

conhecendo: minha estante



Olá lindezas! Tudo bem? O post hoje vai ser um pouco diferente, eu estava planejando um post desse tipo faz um tempão! E eu queria compartilhar minha felicidade devido a minha estante nova. Yay! Então vou apresentar ela pra vocês. Esse post vai ser um pouquinho mais fotos do que textos, ok?


Aí em cima, a dona bonitinha e meus mimos e tesouros! Sei que tá meio bagunçadinha, mas é nesse baguncinha que eu me encontro. Tô totalmente apaixonada por ela. PS.: meu quarto é rosa mesmo, shame on me, preciso trocar a tinta dele urgentemente! Vou mostrar ela mais detalhadinha...


A partezinha pequena dos meus DVDS. E o box de Bones que eu ganhei de aniversário da minha amiga Gegi todo exibido aí. 


A parte da minha estante para "livros em outras línguas", aí tem livro em Inglês, Alemão e Italiano. :)


O cantinho dos meus pequenos bebês! Jake, Línguado, meu pandamor e o Titi. 


Meus preciosos e poucos (ainda!) mangás e HQ's.


Meus amados (e também poucos, por enquanto) CD's. Reparem no AM todo lindo ali. E sim, eu tenho um CD do Chico repetido por que minhas amigas me deram de aniversário e não sabiam que eu já tinha, resolvi ficar com ele por ser presente e por que tem uma capa linda e é todo lindo, não me importei muito. 


E meu cantinho HP. Eu deveria ter batido fotos mais decentes desse cantinho, mas acabou que eu não aproveitei nenhuma das que eu bati e só gostei dessa, então, fica com essa mesmo! 

Preciso melhorar muitas coisas na minha estante e encher ele com mais e mais e mais livros e CD's e DVD'S, hahahaha! Por enquanto é isso, pessoal, espero que vocês tenham gostado e quando der, se der, faço um vídeozinho pra mostrar ela com mais detalhes e tudo mais. 

Beijos e até a próxima.

10 janeiro 2014

resenha: quem poderia ser a uma hora dessas?


Mais um livro de Lemony Snicket. Como assim você não conhece Lemony? Ele é autor-personagem da tão famosa série de livros Desventuras em Série e também um heterônimo de Daniel Handler. E também o autor-personagem dessa série chamada Só Perguntas Erradas. A série conta com quatro livros (quatro perguntas erradas), e atualmente no Brasil, eu acho que só foram lançados dois livros (até onde eu tenho ciência, sim).

Lemony já está com quase 13 anos de idade e já se formou, agora precisa escolher um tutor dentre os que estão na sua lista de mais de 50 tutores disponíveis. Ele resolve escolher S. Theodora Markson, cujo S. no nome ninguém sabe o que realmente significa e que estava em último lugar na lista de tutores. Os dois se jogam em uma aventura que se passa na cidade Manchado-pelo-mar, uma cidade a beira-mar que já não está mais a beira-mar, o objetivo dos dois é encontrar e Fera Ressonante e entrar ao seu devido dono, a Fera é uma estatueta um tanto quanto esquisita que na realidade não fora roubada mas havia sumido. A cidade já não é mais a mesma de sempre. Havia um jornal na cidade, o Farol, mas este mesmo fechou por que a cidade sobrevivia da renda que vinha da tinta produzida pelos polvos, assim como o jornal, que também fechou, por que o mar da cidade sumiu e acabou com os polvos e com a produtividade dos mesmos.



No decorrer do livro somos apresentados a personagens importantes para o desenrolar da história. Lemony conhece pessoas que o ajudaram e outras que o enganaram. Conhecemos a jornalista de Manchado-pelo-mar que ajuda Lemony em algumas de suas aventuras, a menina que mora sozinha e procura incansavelmente pelo pai, os dois irmãos taxistas que ajudam Lemony com corridas em troca de "dicas" sobre a biblioteca e livros e muitos outros personagens que são essenciais. A história flui muito bem em torno de todos eles.



Eu li o livro tão rapidinho e foi tão bom que eu terminei e quis começar tudo de novo, por que a escrita do autor é muito boa. O livro também ficou perfeito. A diagramação está ótima. Páginas amareladas, a fonte está ótima. "Quem poderia ser a uma hora dessas?" é um livro que te prende do começo ao fim. É engraçado e esconde um pequeno suspense por trás das páginas. Se você quer uma leitura mais tranquila, eu aconselho que leia este livro, é um ótimo passatempo. O começo dos capítulos têm ilustrações que nos ajudam a fazer a ligação com algum dos personagens e alguns dos lugares mencionados no livro. É uma leitura que eu super recomendo. 

Por hoje é isso, beijinhos e até a próxima.

08 janeiro 2014

minha coleção: o pequeno príncipe


Olá lindezas da minha vida. Eu ia fazer uma resenha hoje mas resolvi que esse post seria um pouco melhor, não sei, tô necessitada de mostrar minha linda e pequena (por enquanto!) coleção do Pequeno Príncipe, um dos meus grandes amores pra vida toda.

Quem me conhece sabe que eu sou apaixonada por esse pequeno principezinho que só quer entender as coisas complicadas da vida. Existe uma frase no livro, que eu costumo muito perguntar pra todo mundo o que as pessoas acham que ela realmente significa. Acho que eu vou conseguir entender pra valer o significado dela quando eu estiver bem velhinha, sentada numa cadeira de balanço na frente de casa, vendo meus netos brincarem, hehe. A frase é a seguinte: "Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativas". Parece ser uma frase tão simples de se entender, mas eu não sei, pra mim, ainda não consegui compreender totalmente ela.

Vamos as apresentações. Meus pequenos tesouros. São eles:


Meu livrão em pop-up, meu livro "original/em tamanho normal", meu livro "O Retorno do Jovem Príncipe" (que apesar de não ser do mesmo autor, é maravilhoso e vale muito a pena ser lido e considerado parte da coleção), minha versão em pocket do livro em português (que infelizmente não está na foto por que está com a minha madrinha) e meu mais novo livro em inglês. São lindos, não são? 


O copinho térmico mais amor do mundo inteiro dado pelas melhores amigas do trabalho ever. Amei tanto quando eu ganhei, fiquei pulando de um lado pro outro. Ganhei isso, uma girafa de pelúcia (amo/sou girafa), meu cd novo do Arctic Monkeys e uma caixinha de doces da Cacau Show e o melhor: os doces eram do Pequeno Príncipe também, hihihihi.

Tirei algumas fotos de como o livro Pop-Up é pra quem ficou mais curioso quanto a ele. 




PS.: A última foto: a caixinha contendo o carneiro que o pequeno príncipe pediu para que seu amigo desenhasse pra ele. Tão amor. 

Por enquanto é isso, lindezas. Beijinhos e até a próxima. :*




06 janeiro 2014

frozen: uma aventura congelante


Hoje eu vou falar um pouquinho de um filme maravilindo que eu assisti a pouco tempo: Frozen.

O fato é: muitos blogs estão resenhando esse filme, até por que eu não julgo, ele é maravilhoso demais e PRECISA ser compartilhado. Então, eu também vou tentar fazer com que vocês gostem e assistam.

Primeiramente, vocês precisam saber: o filme é dirigido por Chris Buck e Jennifer Lee, que também participaram de grandes sucessos (que eu adoro!) como Detona Ralph e Tarzan.

Frozen tem o "espírito Disney", como muitos chamam. É uma história que toca o coração de quem assiste por completo. Desde muito tempo não assistia uma animação tão bonitinha e musical como essa.


A trama gira em torno do conto de Hans Christian Andersen chamado A Rainha da Neve, em inglês: The Snow Queen. No filme conhecemos a história de duas princesas, Elsa e Anna. Muito unidas quando crianças, as duas brincavam o tempo todo juntas. Até que devido a um acidente provocado pelos poderes de Elsa, os pais das duas meninas resolveram separa-las e deixar com que vivessem sem contato uma com  a outra. O começo do filme foi uma parte que me deixou com o coração na mão. É simplesmente lindo. E as músicas também são maravilhosas e tocantes.

Elsa é a filha primogênita do rei e da rainha de Arandelle, logo, esta fadada a se tornar rainha quando seus pais morrem. Ela nasceu com poderes estranhos. Pode controlar a neve e fazer coisas em formato de gelo, mas a menina nunca conseguiu controlar muito bem seus poderes e no dia da sua coroação, por acidente, acabou deixando todo seu reino em baixo de neve. Isso fez com que Elsa fugisse e se escondesse da irmã e do seu povo. 


Anna, que nunca entendeu por que a irmã havia se afastado tanto dela quando criança e que teve sua memória apagada para não se lembrar do acidente que teve com o gelo da irmã, finalmente percebeu o por que de Elsa ter se afastado por tanto tempo. E percebeu que a irmã não era uma "bruxa", nem nada, só que estava assustada. Então Anna sai em um aventura para procurar a irmã e pedir para que ela traga o verão de volta. No caminho, Anna conhece personagens encantadores, como o Olaf, o boneco-de-neve mais lindinho e carismático de todo o cinema. 

Bom, Frozen me deixou toda boba. É fato. É um filme que você pode assistir milhares de vezes e não vai cansar. Sem contar que ele tem - na minha opinião - a melhor trilha sonora de filmes de animação. É lindo e vale MUITO a pena ser assistido. 

Um beijo e até a próxima.